Dia de Reflexão

Fátima – dia de reflexão, peregrinação e oração

Foi no dia 5 de março de 2017, dia em que a Beata Jacinta Marto comemorava o seu 107º aniversário natalício, que a Família Secular Franciscana Hospitaleira da Imaculada Conceição se reencontrou em Fátima, a fim de levar a cabo mais um dia de reflexão.

Embora o dia estivesse chuvoso e frio, foi calorosa a receção que cada Fraternidade participante encontrou na Casa de Espiritualidade dos Padres Claretianos, local onde decorreu o período da manhã.

Foram cativantes as palavras do Reverendo Padre Manuel Antunes, do Movimento da Mensagem de Fátima, que de uma forma clara falou das aparições em 1917 e do núcleo da mensagem de Fátima.

A sua abordagem focou os três ciclos das aparições: angélico, mariano e orto-mariano (este último ocorrido quando a irmã Lúcia se encontrava em Tuy), contextualizando a mensagem de Fátima numa perspetiva histórica, bíblica, eclesial e trinitária.

Do muito que foi dito, ressaltam as seguintes frases.

“Quando cada um cumprir o seu dever teremos a Paz.

O primado da vida é um Dom que vivido plenamente promove a Paz...

...a Paz que é Deus!”

Imbuídos no espírito da mensagem que há cem anos Nossa Senhora transmitiu a três crianças, encaminhámo-nos ao fim da manhã para a capela onde participamos na celebração da Eucaristia.

O almoço que se seguiu foi mais um momento de partilha e um local de reencontros e de estabelecimento e reforço de laços.

Durante a tarde, o grupo, com cerca de 70 participantes, foi dividido para melhor se poder levar a cabo, no recinto do Santuário, o Itinerário Jubilar, proposto para os peregrinos neste ano do centenário das aparições de Fátima.

Foi o seguinte esse itinerário: passagem pelo Pórtico do Centenário rezando o Símbolo dos Apóstolos; terço na Capelinha da Aparições; oração pelo Papa junto aos túmulos dos pastorinhos e Oração pela Paz na Capela do Santíssimo Sacramento.

Por fim fomos convidados a visitar a exposição As Cores do Sol, patente no Convivium de Santo Agostinho.

As despedidas ocorreram ao som da Oração Jubilar da Consagração.

Foi apenas 1 dia... mas um dia vivido em oração e hospitalidade.

Na volta ainda ecoavam na nossa mente as seguintes palavras:

“O Meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus”

 (Irmã Lúcia, Memórias)